22 de Maio de 2024

CCJ da Câmara pode votar hoje PL que dá autonomia para estados legislarem sobre armas

Ministros do STF e interlocutores do Ministério da Justiça dizem que mudança é inconstitucional

Terça-feira, 23 de Abril de 2024 - 10:30 | Redação

imagem
CCJ da Câmara pode votar hoje PL que dá autonomia para estados legislarem sobre armas
Fuzil da Taurus (Foto:Reuters/Diego Vara/Direitos Reservados).

Pode ser votado nesta terça-feira (23) o projeto de lei que permite aos estados e o Distrito Federal a legislarem sobre o posse e o porte de armas de fogo para defesa pessoal, controle de espécies exóticas invasoras e práticas desportivas.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) tem uma sessão marcada para as 14h30. O texto, que chegou a entrar na pauta do colegiado na última terça (16), é o terceiro item da sessão de hoje, mesmo que o prazo para as vistas só se encerre na quarta-feira (24).

O PL é de autoria da presidente da CCJ, deputada Caroline de Toni (PL-SC), e sua  proposta foi aprovada no fim do ano passado na Comissão de Segurança Pública. A deputada afirma que a mudança é necessária, uma vez que "o novo governo federal vem impondo fortes limitações a este segmento de armas de fogo", o que caracteriza como um "retrocesso normativo".

O deputado Delegado Paulo Bilynskyj (PL-SP), relator do texto, argumentou em seu parecer que "realidades distintas nos vários estados da federação demandam essas análises específicas conforme as localidades, as quais serão deliberadas com maior eficiência se realizadas nos respectivos Poderes Legislativos dos Estados e do Distrito Federal".

De acordo com o substitutivo adotado no colegiado:

  • a lei local sobre o tema estará sujeita à apreciação das assembleias locais;
  • a permissão para posse ou porte de arma não pode tratar de armas ou munição proibidas pela lei nacional;
  • as autorizações valem apenas para o território e só podem ser concedidas a quem "comprovadamente" residir no estado. Segundo o projeto, a comprovação será feita por meio de comprovante de endereço válido ou declaração de residência.


De acordo com o projeto, a unidade federativa ou o DF deve comprovar "declaração de componente cultural e tradicionalista no uso de armas de fogo" e, ainda, assegurarem a capacidade de fiscalizar os detentores de arma por meio de um sistema de controle integrado ao Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp).

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

Tudo Sobre

armas ccj
VoxMS - Notícia de Verdade