15 de Junho de 2024

Bolsonaro diz que Lula "aparelha" as instituições

Ex-presidente é investigado por interferências ilegais durante seu governo

Quinta-feira, 08 de Fevereiro de 2024 - 06:37 | Redação

imagem
Bolsonaro diz que Lula aparelha as instituições
O ex-presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução).

O ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro (PL)  participou de um ato com apoiadores em São Vicente, no litoral norte de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (7). Durante um discurso, ele teceu críticas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), dizendo que ele "aparelha e interfere nas instituições". A manifestação era contra o inquérito que apura suposta "importunação" de Bolsonaro contra uma baleia-jubarte, durante um passei de jet-ski realizado em junho de 2023.

A PM do estado intimou o ex-presidente para prestar depoimento nesta quarta-feira, entretanto, o depoimento acabou sendo adiado para o dia 27 de fevereiro.

Bolsonaro afirmou que a abertura do inquérito partiu "da decisão superior de um cara lá de Brasília”. Entretanto, a investigação foi aberta após a publicação de um vídeo de Bolsonaro próximo a uma baleia no Litoral Norte de São Paulo. O pedido segue a lei de 1987 que proíbe "qualquer forma de molestamento intencional, de toda espécie de cetáceo nas águas jurisdicionais brasileiras”. Caso seja comprovado, a pena pode chegar a cinco anos de prisão, além do pagamento de uma multa.

O inquérito já foi ironizado por Bolsonaro, que somou a um comentário gordofóbico fazendo referência ao então ministro da Justiça, Flávio Dino. " Todo dia tem uma maldade em cima de mim. A de ontem foi que estou perseguindo baleias. A única baleia que não gosta de mim na Esplanada é aquela que está no ministério, que diz que eu queria dar golpe, mas some com vídeos", disse o ex-presidente.

O ato em São Sebastião contava com centenas de apoiadores de Bolsonaro. Eles cercavam o carro de som estacionado no centro histórico da cidade. Alguns chegaram a levar boias em formato de baleia, com o objetivo de ironizar a investigação. Além do ex-presidente, alguns parlamentares estavam presentes, Wajngarten e o coronel Mello Araújo, que foi o indicado por Bolsonaro como vice para a chapa de Ricardo Nunes (MDB) na disputa à Prefeitura.

Durante o discurso de Bolsonaro, ele ainda fez menção ao adversário de Nunes na eleição paulistana, o deputado federal Guilherme Boulos (PSOL-SP): "Nesta semana, tivemos o pré-candidato a prefeito em São Paulo pelo PSOL dizendo que o Lula conquistaria o Tarcísio para o partido dele. Obviamente, não fiquei preocupado com isso. Eu ficaria preocupado se o Lula quisesse roubar o Tarcísio para ele. Porque roubar é o que ele sabe fazer desde quando surgiu o PT". Ele ainda acrescentou que Tarcísio "pode ter algum defeito, mas ele tem muito mais virtude”.

O ex-presidente ainda utilizou o momento para reforçar que está sofrendo com uma "perseguição implacável", e relembrou o caso que o deixou inelegível por oito anos. "A gente pode até ver um dia um time de futebol sem torcida ser campeão. Agora presidente sem povo, é a primeira vez que estamos vendo. [...] Nós sabemos que esse julgamento não foi justo. Por mais críticas que possamos ter quanto ao outro grande tribunal (STF), eu acredito que quando esse recurso chegar lá, eles vão reconhecer que a democracia só funciona se nós tivermos também oposição no Brasil. Vamos disputar no voto, no tablado."

 

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

Tudo Sobre

bolsonaro
VoxMS - Notícia de Verdade