22 de Julho de 2024

Estátua de Manoel de Barros instalada no Centro da Capital

Terça-feira, 19 de Dezembro de 2017 - 10:42 | Redação

imagem
Estátua de Manoel de Barros instalada no Centro da Capital

A contemplação da estátua de bronze do poeta Manoel de Barros já está disponível ao público. Instalada no canteiro central da avenida Afonso Pena, no cruzamento com a rua Rui Barbosa, em Campo Grande, ela foi inaugurada nesta terça-feira pelo governador Reinaldo Azambuja, na data em que o artista completaria 101 anos.

“Será um espaço para as pessoas tirarem uma foto, preservarem, cuidarem e terem isso como um patrimônio de todo sul-mato-grossense para que a gente possa perpetuar na nossa memória e na nossa história essa pessoa especial que encantou MS, o Brasil e o mundo”, declarou o governador Reinaldo Azambuja.

Estátua de Manoel de Barros instalada no Centro da Capital

Na inauguração, ele lembrou das dificuldades para instalação da estátua, que chegou a se tornar questão judicial, mas destacou que a decisão final foi tomada de forma conciliadora e como inicialmente previsto acabou beneficiando a população.  “A gente perpetua aqui do jeito que o Ique [escultor] queria, embaixo de uma figueira, de costas para o nascer e de frente para o pôr-do-sol como Manoel sempre disse e nos encantou em suas poesias”, completou.

Para garantir a conservação do local, o prefeito Marcos Trad assinou convênio com a iniciativa privada que fará a manutenção do paisagismo do canteiro. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio/MS) e o Sesc também darão apoio no cuidado com a estátua.

Homenagens - “Nessa obra Manoel de Barros vive”, cantou Zé Du em homenagem póstuma ao artista. Secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, também homenageou o poeta ao declamar duas de suas poesias. “O Manoel era um poeta da cidadania e essa estátua irá ficar aqui propiciando a todos os cidadãos e cidadãs a interatividade com ele”, declarou. A estátua em homenagem ao poeta teve o custo de R$ 232 mil, angariados por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei).

“A arte tem que estar onde o povo está e, aqui, ele ficará eternizado no quintal de casa”, afirmou o artista plástico Ique Woitschach, criador da obra. Nascido em Campo Grande, Ique contou que o trabalho foi sua 10ª estátua e além de realização profissional teve um significado pessoal por conta da admiração pelo trabalho de Manoel de Barros.

 

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade