22 de Maio de 2024

Indígenas aprendem a produzir sabão e sabonete com óleo de cozinha usado

O produto, quando descartado na rede de esgoto, prejudica o meio ambiente ao entupir dutos e provocar extravasamento

Quarta-feira, 17 de Abril de 2024 - 15:55 | Redação

imagem
Indígenas aprendem a produzir sabão e sabonete com óleo de cozinha usado
Grupo de indígenas durante o curso de produção de sabão com óleo de cozinha usado (Divulgação)

Em comemoração ao Dia dos Povos Indígenas, celebrado na próxima sexta-feira (19), moradores da comunidade Novo Dia-Inamaty Kaxe participaram de uma oficina do Projeto Bolha de Sabão, da Águas Guariroba.

A oficina, realizada na manhã desta terça-feira (16), reuniu 16 mulheres indígenas da etnia Terena interessadas na produção de sabão a base de óleo de cozinha usado.

O óleo de cozinha, quando descartado de forma incorreta na rede de esgoto, é extremamente prejudicial para o meio ambiente, pois entope os dutos e provoca extravasamentos. 

“O projeto Bolha de Sabão incentiva o reuso sustentável do óleo de cozinha com a sua transformação em sabão em pó, líquido, sabonetes e produtos de limpeza em geral, por meio da capacitação de mulheres que vivem em comunidades de Campo Grande. É um projeto que já esteve em diversos bairros e, agora, chega até as comunidades indígenas”, explica analista de Responsabilidade Social da concessionária, Fernanda Lima.

Além de colaborar com o meio ambiente, transformar óleo de cozinha em sabão pode ser uma fonte de renda extra. “Antes eu jogava o óleo fora, agora eu vou fazer sabão pra consumir em minha casa e vender também, né? Não deixa de ser um dinheirinho extra”, considera a dona de casa Nelma Vitor.

O projeto Bolha de Sabão faz parte do Programa De Olho no Óleo, realizado pela concessionária desde 2011, que tem como principal objetivo conscientizar a população em relação ao descarte correto do óleo de cozinha. 

Em 13 anos, com apoio e parcerias com outras empresas, a concessionária arrecadou 47.820 litros de óleo usado. O recorde foi no ano passado, quando foram arrecadados 6.478 litros de óleo.

“Com o programa, além de incentivar o descarte correto, temos realizado ações de conscientização, explicando que não é recomendado jogá-lo em pias, ralos ou no próprio solo”, pontua Bia Rodrigues, coordenadora de Responsabilidade Social da Águas Guariroba.

Visita ao ETA

Ainda como parte das comemorações pelo Dia dos Povos Indígenas, na próxima sexta-feira um grupo de terenas irá visitar a Estação de Tratamento de Água (ETA) Guariroba. No local, eles irão conhecer os processos de tratamento da água que chega até as torneiras, além de receberem outras informações sobre saneamento básico.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade