22 de Maio de 2024

Governo suspende pagamento de 252 servidores que não se recadastraram no Censo

Sábado, 01 de Julho de 2017 - 08:57 | Redação

imagem
Governo suspende pagamento de 252 servidores que não se recadastraram no Censo

O Diário Oficial do Estado (DOE) de ontem trouxe publicação da Resolução conjunta que torna público o resultado final do Censo Cadastral Previdenciário realizado pelo poder executivo estadual. Foram desligados definitivamente da folha de pagamento 252 segurados não recadastrados.

O Governo do Estado prevê uma economia anual de R$ 3,5 milhões com o a suspensão definitiva do pagamento de 24 aposentados e 32 pensionistas que não fizeram o recadastramento. Verificou-se ainda, que 196 segurados ativos que não fizeram o recenseamento, são servidores afastados sem ônus para os cofres públicos.

Para o Secretário de Administração e Desburocratização Carlos Alberto de Assis, o objetivo do Censo é exatamente identificar possíveis irregularidades. “Com o desligamento definitivo desses aposentados e pensionistas que não compareceram no período de 12 meses para fazer o recadastramento, o Estado fará uma economia de R$ 3,5 milhões ao ano” pontuou Assis.

De acordo com a Superintendência de Gestão de Pessoas, os 196 segurados ativos pendentes de atualização cadastral, se encontram em situação de afastamento sem gerar ônus para o Estado. Os motivos são; licença para tratar de interesse particular; licença para acompanhamento de cônjuge; vacância por posse em cargo inacumulável; e bloqueio por processo administrativo.

Em abril de 2016 o Estado convocou 59.095 servidores do poder executivo para realizar o recenseamento, sendo 36.834 mil ativos, 18.275 aposentados e 3.986 pensionistas.

Assinam a Resolução a Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), Secretaria de Governo e Gestão Estratégica (Segov) e Agencia de Previdência Social de Mato Grosso do Sul (Ageprev).

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade