21 de Abril de 2024

Professor poderá fazer segunda graduação em licenciatura pelo ProUni

Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017 - 06:57 | Redação

imagem
Professor poderá fazer segunda graduação em licenciatura pelo ProUni

O Ministério da Educação (MEC) anunciou ontem que a partir de 2018 professores poderão fazer uma segunda formação em cursos de licenciatura por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni), sem a comprovação de renda.

A Política Nacional de Formação de Professores vai flexibilizar as regras para bolsistas do ProUni para o preenchimento de vagas ociosas. Segundo o MEC, 36% das 56 mil vagas de licenciatura oferecidas no programa estão ociosas – o que equivale a 20 mil vagas não aproveitadas.

A não comprovação de renda também estará disponível para o público geral, para a formação inicial em cursos de licenciatura. Para concorrer a uma dessas vagas, os interessados deverão participar de uma segunda chamada após a seleção regular.

Formação continuada - O MEC também vai reservar, a partir do ano que vem, 75% das vagas da Universidade Aberta do Brasil (UAB) para a formação de professores que cursem seu primeiro ou segundo curso de licenciatura. A estratégia faz parte do plano de retomada da UAB, que não ofertava vagas desde 2014.

Entre 2017 e 2018, serão ofertadas 250 mil vagas nessa modalidade. O MEC quer investir ainda na ampliação de mestrados profissionalizantes, cursos de especialização e na cooperação internacional na formação de professores.

Residência pedagógica - Também nesta quarta-feira (18) o MEC anunciou que vai oferecer 80 mil vagas dentro do Programa de Residência Pedagógica para formação inicial de professores, a partir do próximo ano.

A residência pedagógica é uma modernização do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e o objetivo principal é a melhoria da qualidade da formação inicial e uma melhor avaliação dos futuros professores, que terão um acompanhamento periódico.

O edital será lançado no próximo ano e as instituições formadoras de professores deverão estabelecer convênios com as redes públicas de ensino. O ingresso no estágio supervisionado será feito ao longo da graduação, a partir do segundo ano.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade