22 de Maio de 2024

Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

Segunda-feira, 02 de Outubro de 2023 - 08:41 | Redação

imagem
Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

O ufólogo e empresário Urandir Fernandes de Oliveira, um dos donos da BDM, chamou a atenção na semana passada ao sugerir a seus clientes, por meio de comunicado, que estes disponham de imóveis, veículos e outros bens de valor em troca da moeda digital que ele criou em 2020.

Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

Em comunicado intitulado "Nota Importante", distribuído pelo WhatsApp, Fernandes faz o apelo após citar que na última quarta-feira (27) teve início o "primeiro dia dentro do sistema mundial" e que "na sequência será a conversão do sistema atual em comissões".

O Vox MS tentou obter mais esclarecimentos junto à assessoria do empresário a respeito do que ele quis dizer ao anunciar o "primeiro dia dentro do sistema mundial". No entanto, até o fechamento desta matéria, nenhuma informação foi enviada.

Em texto bastante confuso, Urandir dá início ao comunicado (clique aqui e veja, na íntegra) citando que no ano de 1976 "o amigo Bill e seu grupo me propuseram uma parceria, eu tinha apenas 13 anos e pela tamanha responsabilidade pedi um tempo para pensar".

Lapso de 18 anos

Urandir só iria se manifestar a respeito da parceria, que se constituiria em "compromisso", 18 anos depois – o que se deu em 1994.

"Após 18 anos... repetindo 18 anos de atraso no repasse de informações para a humanidade (sic)", segue ele, ao anunciar que "os 18 anos de atraso estará (sic) definitivamente zerado, e a partir de quarta-feira (28) estaremos iniciando o primeiro dia dentro do "Sistema Mundial", e na sequência será a conversão do sistema atual em comissões".

Aumento de ganhos

Com uma linguagem que deve fazer sentido apenas aos que integram o chamado Ecossistema Idákila, Urandir Fernandes demonstra que mesmo essas pessoas podem não captar a verdadeira dimensão do comunicado.

"Aqueles que ficarem confusos procurem seus orientadores ou coordenadores de cada estado para maiores esclarecimentos. A mudança é TÃO SIGNIFICATIVA que diversos setores do Ecossistema terão alterações para melhor", escreveu.

E dá alguns exemplos: "O percentual de saque de nossa empresa BDM Digital de 5% irá para 10%, tudo é "estratégico", teremos muitos benefícios com tal alteração", anota o ufólogo.

E arremata: "Mediante isso, adquiram tokens (todos eles), o máximo que vocês puderem, não importa no momento se estão ou não com altas valorizações, adquiram o máximo deles. Poderão também serem trocados por veículo em bom estado, terrenos, casas, apartamentos, etc. Desde que não te faça falta, mesmo que tenham (sic) um deságio na troca por canta da super valorização do BDM E TOKENS é a desvalorização dos bens e imóveis no sistema tradicional".

O Vox MS indagou a Urandir Fernandes a respeito do que seriam, as situações ou acontecimentos, diante da inserção no "Sistema Mundial", que assegurariam tal valorização da BDM Digital.

Não recebemos resposta alguma, mas o comunicado dá uma pista ao anunciar que o percentual de saque da criptomoeda BDM Digital saltará dos atuais 5% para 10% – informação postada também nas redes sociais da empresa.

Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

Urandir segue dando outros "exemplos" para convencer seus seguidores e clientes a ampliar os investimentos em sua moeda digital.

• Desenvolvimento e ajuste das "Comissões dos Mundos".

• Parcerias com empresas, instituições, corporações, de forma neutra e apolítica.

• Implantação de mais bases do Ecossistema em diversas cidades e estados, inclusive em outros países, como já temos principalmente Dubai e agora Panamá. Lembrando, em breve novos países, tudo isso faz parte de uma "estratégia".

E finaliza informando  que a partir de quarta-feira, 27 de setembro, "iniciaremos o repasse das movimentações estratégicas rumo ao mundo".

Contato com extraterrestre

Urandir Fernandes começou a ganhar notoriedade em 2010, quando por seu intermédio o mundo tomou conhecimento da existência do ET Bilú, que falava o português fluentemente e cujo mantra era "busquem conhecimento".

O extraterrestre foi descoberto pelo empresário, que se diz ufólogo, na cidade de Corguinho (MS), onde nasceu o Projeto Portal.

Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

Bilú chegou a ser "entrevistado" por uma emissora nacional, o que gerou críticas de dezenas de ufólogos, principalmente de Ademar José Gevaerd, já falecido, editor da Revista UFO.

O antigo Projeto Portal foi transformado na comunidade Cidade Zigurats, uma espécie de hotel, no qual os interessados se hospedam para manter contato com extraterrestres e ainda conhecer a teoria de Urandir Fernandes – transformada em longa-metragem –, segundo a qual a Terra não é redonda, é convexa.

Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

Civilização de Ratanabá

A polêmica mais recente do ufólogo envolve o mito da cidade de Ratanabá. O local, segundo Urandir, fica escondido no meio da Amazônia e abriga seres gigantes. Pesquisadores renomados já desmentiram a suposta civilização escondida.

No entanto, Urandir garante que não se trata de enganação e até já fotografou um de seus achados, a imagem fossilizada denominada "pé de Ratanabá", insculpida numa pedra.

Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

Canecas com motivos da cidade perdida são vendidas pela internet por R$ 49,90, com o objetivo de arrecadar fundos para financiar as pesquisas.

A civilização teria sido criada há 450 milhões de anos e estaria soterrada, escondendo riquezas que seriam o verdadeiro interesse estrangeiro pela região.

Urandir Oliveira defende a tese de que a cidade seria o real interesse de estrangeiros e ONGs internacionais pelo Brasil, em busca de um grande tesouro soterrado e que por isso não divulga a localização da antiga civilização.

Venda de souvenirs

Ufólogo sugere a clientes troca de patrimônio pela BDM digital

Ele chegou a defender em entrevistas que as riquezas presentes em Ratanabá seriam o suficiente para "deixar todos os brasileiros milionários".

Hoje, por meio de Ecossistema Idákila, Urandir Fernandes administra empresas dos mais variados ramos, de vinhos envasados em marca própria a operadora de turismo, venda de materiais de construção e moeda digital, dentre outros.

Ação na Justiça

A propriedade da BDM Digital é hoje disputada em ação ajuizada pelo ex-sócio de Urandir Fernandes, o administrador de redes Alessandro Drago de Oliveira.

Ele alega ser o autor e legítimo criador e proprietário dos programas de computador denominados “BDM Blockchain, Plataformas Explorer, Câmbio e Gráficos, Developer Pack e Aplicativos Mobile e Desktop”  desde fevereiro de 2020.

Alega que os programas estão devidamente registrados em seu nome no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

Alessandro Drago virou sócio de Urandir, mas passado algum tempo, retirou-se da sociedade, que tinha Urandir como sócio majoritário e administrador.

Mais tarde, tentou receber indenização da nova empresa criada por Urandir Fernandes, a BDM Dourado Digital Gestão de Ativos Ltda, em função do uso do software.

Como não teve sucesso, ajuizou Ação de Reintegração de Posse, com perdas e danos, cobrança de alugueis pelo uso do software e indenização por danos morais.

Na ação, Urandir Fernandes nega que tenha se apropriado indevidamente do programa e demais ferramentas criadas por Zago.

A ação segue ainda sem julgamento em tramitação na 15ª Vara Cível e o espaço no Vox MS segue aberto para eventual manifestação de Urandir Fernandes.

Por Edir Viégas

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade