13 de Abril de 2024

Vídeo mostra índios expulsando jornalistas da TV Morena de área invadida

Segunda-feira, 09 de Abril de 2018 - 11:53 | Redação

imagem
Vídeo mostra índios expulsando jornalistas da TV Morena de área invadida

Um vídeo que circula nas redes sociais e em grupos de WhatsApp mostram um grupo de índios expulsando jornalistas da TV Morena, afiliada da Rede Globo, durante operação de reintegração de posse que seria realizada na manhã de hoje (9.4) na área rural do município de Caarapó, a 283 quilômetros de Campo Grande. A operação já estava pronta para ser iniciada quando liminar expedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) desmobilizou os cerca de 200 policiais federais que estavam no local. (Clique aqui e veja o vídeo)

“Vou falar pela última vez. Na próxima, já avisei: a TV Morena nós não aceitamos, porque distorce os fatos que acontecem e a realidade do povo Guarani-Kaiowá. Essa é a última [vez], entendeu? Na terceira vez nós vamos prender”, diz um índio, cuja identidade é desconhecida, aos integrantes da equipe da TV Morena que estavam em uma caminhonete acompanhando a ação de despejo e reintegração de posse.

Um carro que vinha logo atrás da caminhonete, no qual estava uma equipe de jornalistas da TV Record, não foi parado pelos índios.

A fazenda está sendo ocupada pelos índios há pelo menos dois anos. Cerca de 200 policiais federais e integrantes da tropa de choque da Polícia Militar foram mobilizados para a desocupação. Dois helicópteros estavam a postos para dar apoio.

As equipes chegaram até a entrada das fazendas ocupadas pelos índios quando decidiram recuar, ao serem informadas da da liminar do STF. Os deputados federais Zeca do PT e Vander Loubet (PT) e o deputado estadual João Grandão (PT) estavam no local em apoio aos índios.

Vídeo mostra índios expulsando jornalistas da TV Morena de área invadida

As áreas fazem parte de 11 propriedades invadidas em junho de 2016, após o confronto entre índios e fazendeiros. Na ocasião o agente de saúde indígena Clodiodi Aquiles de Souza, 23, foi morto a tiros e outros seis índios ficaram feridos. O conflito ocorreu na fazenda Yvu, que também está ocupada.

 

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade