20 de Junho de 2024

Tropas federais são requisitadas para manter a ordem em Brasília

Quarta-feira, 24 de Maio de 2017 - 13:43 | Redação

imagem
Tropas federais são requisitadas para manter a ordem em Brasília

O presidente Michel Temer decretou na tarde de hoje ação de Garantia de Lei e da Ordem em Brasília, conhecida como GLO, que concede provisoriamente aos militares a faculdade de atuar com poder de polícia até o restabelecimento da normalidade. A decisão foi tomada após grupo de baderneiros usando máscaras no rosto ter promovido quebra-quebra em meio à manifestação contra o governo. Os bandidos destruíram persianas e vidraças de pelo menos cinco ministérios, entre eles o da Integração Nacional, o do Trabalho e o da Agricultura. Neste último eles atearam fogo.

A área entre os ministérios da Justiça, dos Transportes e de Minas e Energia virou um campo de batalha na Esplanada dos Ministérios, com confronto entre a Polícia Militar e manifestantes, que atearam fogo no prédio do Ministério da Agricultura. Os prédios do Ministério de Minas e Energia, do Planejamento, da Fazenda, do Turismo e o Museu da República, que ficam na Esplanada, foram depredados.

Tropas federais são requisitadas para manter a ordem em Brasília

Tropas federais já se encontram no Palácio do Planalto e no Palácio Itamaraty, disse o ministro da Defesa Raul Jungmann. "O senhor presidente da República decretou, por solicitação do presidente da Câmara, uma ação de garantia da lei e da ordem", explicou. A determinação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União na tarde de hoje.

Segundo Jungmann, os protestos viraram "baderna". "O senhor presidente da República faz questão de ressaltar que é inaceitável baderna, inaceitável o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar o processo que se desenvolve de foram democrática e com respeito às instituições", afirmou o ministro.

"Atendendo à solicitação do senhor presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, mas também levando em conta fundamentalmente uma manifestação que estava prevista como pacifica. Ela degringolou à violência, vandalismo, desrespeito, agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas, muitas delas servidores que se encontram aterrorizados", disse Jungmann.

Evacuação - Todos os prédios da Esplanada dos Ministérios foram evacuados na tarde desta quarta-feira. Os funcionários dos ministérios foram retirados dos prédios pelas saídas dos fundos. Para evitar que manifestantes se aproximem do Congresso Nacional, a Polícia Militar do DF fez uso de bombas de gás lacrimogêneo.

A confusão começou quando os manifestantes tentaram furar uma barreira feita pela polícia para se aproximar do Congresso. A todo momento, grupos de policiais tentam dispersar manifestantes, que estão espalhados pela Esplanada dos Ministérios. Vários atiram pedaços de pau e pedras em direção aos policiais, enquanto os trios elétricos das centrais sindicais estão praticamente no meio do fogo cruzado.

Tropas federais são requisitadas para manter a ordem em Brasília

A Marcha das Centrais Sindicais, como está sendo chamado o ato, protesta contra as reformas propostas pelo governo federal e pede a renúncia do presidente Michel Temer. Os manifestantes se reuniram pela manhã em frente ao estádio Mané Garrincha e depois seguiram em caminhada até o Congresso passando pela Esplanada dos Ministérios.

Mais cedo, um grupo pequeno de pessoas com rostos cobertos provocam os policiais, jogando garrafas de água e pedaços de madeira contra os agentes e tentando furar a barreira colocada na avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade