22 de Maio de 2024

Joesley chama Temer de ”ladrão geral da República”

Sábado, 02 de Setembro de 2017 - 10:59 | Redação

imagem
Joesley chama Temer de ”ladrão geral da República”

O Palácio do Planalto divulgou nota na noite de ontem com críticas ao doleiro Lúcio Funaro, cuja delação aguarda para ser homologada pelo ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. Sob sigilo, o conteúdo dos depoimentos deve ser usado pela Procuradoria-Geral da República em uma eventual segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

O texto comparou as delações de Funaro e dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, ao questionar se os benefícios concedidos ao doleiro serão o “perdão total” a que os irmãos empresários tiveram direito.

O Planalto chama Joesley de “grampeador-geral da República” e afirma que o delator escondeu e apagou áudios que estavam em seu gravador, mesmo assim ele continua com o “perdão eterno” do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

“Prêmio igual ou semelhante será dado a um criminoso ainda mais notório e perigoso como Lúcio Funaro?”, indaga o texto da Presidência.

Em resposta, Joesley Batista também divulgou nota, dizendo que Temer se tornou o "ladrão geral da República". "Atacar seus delatores mostra no mínimo a incapacidade do senhor Michel Temer de oferecer defesa dos crimes que comete", afirmou.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade