21 de Abril de 2024

Três pessoas morrem por febre amarela silvestre na capital paulista

Sábado, 17 de Fevereiro de 2018 - 06:39 | Redação

imagem
Três pessoas morrem por febre amarela silvestre na capital paulista

A capital paulista registrou as três primeiras mortes do ano decorrentes de casos autóctones (contraído na própria cidade) de febre amarela silvestre, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Além disso, mais duas pessoas contraíram a doença na cidade. Todos os registros são de moradores ou frequentadores de área próxima à Serra da Cantareira, na zona norte, região onde a campanha de vacinação começou em setembro de 2017.

Os pacientes que morreram não tinham se vacinado: uma mulher, 55 anos, moradora do Mandaqui e frequentadora do Tremembé; outros dois homens, um de 24 e o outro de 34 anos, moravam também no Mandaqui e visitavam o Horto Florestal, de acordo com relato dos familiares.

O primeiro caso autóctone no município, confirmado na última sexta-feira (9), foi de um morador do distrito do Tremembé, na zona norte, de 29 anos, que frequentava semanalmente local ao lado do Parque Estadual da Cantareira, próximo à divisa com a cidade de Mairiporã.

Estado - Desde 2017, foram registrados 202 casos autóctones de febre amarela silvestre no estado de São Paulo, dos quais 76 causaram a morte do paciente, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde. Em 53,9% dos casos, a doença foi contraída na cidade de Mairiporã e 16,8% em Atibaia.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade