15 de Abril de 2024

Prefeito de SP fala em "presunção de inocência" ao comentar operação que mirou Bolsonaro

Ricardo Nunes tem se desdobrado para conseguir o apoio de Bolsonaro na disputa pela reeleição

Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2024 - 07:30 | Redação

imagem
Prefeito de SP fala em presunção de inocência ao comentar operação que mirou Bolsonaro
Jair Bolsonaro e Ricardo Nunes (Foto: Divulgação/PL).

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), disse nesta segunda-feira (12) ter confiança nas instituições democráticas e no Judiciário ao comentar a operação da Polícia Federal (PF) que tem como alvo o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e seus aliados.

“A Constituição Federal é o guardião da democracia e nela está claro o princípio da presunção de inocência. Defendo e confio nas instituições democráticas, bem como confio no Judiciário. Investigados devem ser ouvidos e a Justiça deve cumprir seu papel, julgando com base nas evidências e provas”, afirmou o candidato à reeleição à CNN.

Bolsonaro é o principal alvo da operação Tempus Veritatis. Na quinta-feira (8 de fevereiro), a PF executou 33 mandados de busca e apreensão, 4 mandados de prisão preventiva e 48 medidas alternativas contra o ex-presidente e seus apoiadores, por suposta tentativa de golpe de Estado para mantê-lo na Presidência da República.

Entre os alvos está o presidente do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto. Nunes conta com o apoio do PL e de Bolsonaro na campanha eleitoral para a Prefeitura de São Paulo. O partido é investigado como financiador da suposta tentativa de golpe.

Os impactos da operação na campanha do emedebista ainda são incertos. Um de seus principais oponentes, o deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos (Psol) associou Nunes a Bolsonaro em posts no X. Em publicação na sexta-feira (9 de fevereiro), escreveu:

“O vice de Ricardo Nunes será escolhido a dedo pelo líder de uma tentativa de golpe! Já sabemos o que uma gestão golpista é capaz de fazer”.

O ex-presidente anunciou em 1º de fevereiro que indicou o coronel aposentado e ex-comandante da Rota (Ronda Ostensiva Tobias de Aguiar) Ricardo de Mello Araújo para ser vice na chapa com Nunes.

 

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade