14 de Junho de 2024

Moraes concede liberdade provisória a Valdemar Costa Neto

Presidente do PL de Bolsonaro foi preso na última quinta-feira pela Polícia Federal na sede do partido

Sábado, 10 de Fevereiro de 2024 - 19:16 | Redação

imagem
Moraes concede liberdade provisória a Valdemar Costa Neto
Valdemar Costa neto, presidente do PL, vai passar o final de semana em casa (Arquivo)

O presidente do Partido Liberal (PL) Valdemar Costa Neto vai deixar a prisão após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, ter acatado sugestão da Procuradoria Geral da Repúbvlica (PGR) e concedido liberdade ao político.

Valdemar foi preso na última quinta-feira (8) quandi a a Polícia Federal cumpria ordens de busca e apreensão na sede do PL. O líder do Partido Liberal estava em posse de uma arma sem licença e com registro vencido para utilizá-la, além de possuir uma pepita de ouro, levantando suspeitas de usurpação mineral, crime inafiançável.

Os advogados de Valdemar argumentaram que "não há nenhum fato relevante" e que a pepita apreendida tem baixo valor, não sendo considerada um crime, além de ser apenas “uma relíquia”.

Em relação à arma, a defesa explicou que ela possui registro e autorização para uso, sendo de propriedade de um familiar próximo, mas que foi esquecida há muitos anos no apartamento de Valdemar.

O flagrante ocorreu enquanto policiais federais conduziam a operação Tempus Veritatis, que investiga o envolvimento do ex-presidente Jair Bolsonaro, ex-ministros e ex-assessores na elaboração de um golpe de Estado antes e após as eleições de 2022.

Entre os alvos das buscas e apreensões figuraram aliados muito próximos do ex-presidente, como o general Walter Braga Netto, ex-ministro da Defesa e da Casa Civil, e candidato a vice de Bolsonaro em 2022; o general Augusto Heleno, ex-ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI); e o general Paulo Sérgio Nogueira, ex-ministro da Defesa, dentre outros.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade