18 de Abril de 2024

Filhos e enteados de Jucá são alvos de operação da PF

Quinta-feira, 28 de Setembro de 2017 - 07:28 | Redação

imagem
Filhos e enteados de Jucá são alvos de operação da PF

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje nova operação que tem como alvos os filhos e os enteados do senador Romero Jucá (PMDB-RR), em que cumpre mandados de busca e apreensão e condução coercitiva em Boa Vista , Brasília e Belo Horizonte.

Segundo informações da assessoria da PF, a Operação Anel de Giges tem como objetivo investigar uma organização criminosa acusada de peculato, lavagem de dinheiro e desvios de verbas públicas. Os investigados, que são os parentes do líder do governo no Senado e presidente nacional do PMDB, Romero Jucá, estão sendo conduzidos coercitivamente à Polícia Federal, onde serão interrogados e indiciados pelos crimes, que preveem penas de até 30 anos de reclusão.

As investigações identificaram o desvio de R$ 32 milhões dos cofres públicos por meio do superfaturamento na compra de uma propriedade localizada em Boa Vista, a Fazenda Recreio, e também na construção do empreendimento Vila Jardim, projeto financiado com recursos do programa Minha Casa Minha Vida, na capital de Roraima.

Além disso, foram encontrados indícios de irregularidades na fiscalização e aprovação da compra por parte de funcionários da Caixa Econômica Federal.

Estão sendo cumpridos 17 mandados judiciais, expedidos pela Justiça Federal de Roraima, sendo nove de busca e apreensão e oito de condução coercitiva em Boa Vista (RR), Brasília (DF) e Belo Horizonte (MG).

A operação - O nome da operação foi inspirado na citação existente no Livro II da obra filosófica "A República", de Platão, na qual é discutido o tema da Justiça. O Anel de Giges permite ao seu portador que fique invisível e cometa ilícitos sem consequências.

Senador investigado - A operação deflagrada hoje não tem relação direta com Jucá, que é investigado pela Operação Lava Jato, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro , e também no âmbito da Operação Zelotes, que apura pagamentos de propina a agentes públicos em troca da manipulação de julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade