14 de Junho de 2024

Ex-ministro da saúde de Bolsonaro critica Lula por vacina contra dengue

Queiroga jamais criticou publicamente negacionismo de Bolsonaro em relação à vacinação

Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2024 - 13:00 | Redação

imagem
Ex-ministro da saúde de Bolsonaro critica Lula por vacina contra dengue
O ex-presidente Jair Bolsonaro e um de seus ex-ministros da saúde, Marcelo Queiroga (Foto: Sérgio Lima/Poder360).

O ex-ministro da Saúde do governo de Jair Bolsonaro (PL), Marcelo Queiroga (PL), afirmou que a atual gestão da pasta foi "negligente" quanto a aquisição da vacina contra a dengue. Segundo Queiroga, o Ministério da Saúde do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "bate cabeça, em uma mistura de negligência e irresponsabilidade, deixando milhões de brasileiros sem vacina”.

Para o ex-ministro, a pasta "esnobou" o imunizante em março de 2023, quando ela foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A vacina só foi incorporada ao Sistema Único de Saúde (SUS) em dezembro do ano passado.

Queiroga fez o comentário em seu perfil no Twitter/X. Nele, ele diz que a pasta optou por aguardar uma vacina nacional , fazendo com que negligenciasse "um problema que já se apresentava grave”. 

O ex-ministro acredita que a incorporação da vacina Qdenga foi tardia. Ele acusou de omissão “boa parte da mídia e dos especialistas”, dizendo que são "cúmplices" das mortes provocadas pela dengue em 2023.

As críticas do ex-ministro também foram direcionadas ao anúncio do governo, em que coloca como grupo prioritário no plano vacinal as  crianças e adolescente entre 6 e 16 anos. Queiroga diz que a vacina já pode ser aplicada em crianças acima de 4 anos até adultos de 60.  O ministério tem seguido recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde).

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade