13 de Abril de 2024

Eleitores de Lula acreditam que ele será preso, mostra pesquisa

Sexta-feira, 26 de Janeiro de 2018 - 07:35 | Redação

imagem
Eleitores de Lula acreditam que ele será preso, mostra pesquisa

A condenação unânime do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF-4) na última quarta-feira (24), abalou a convicção dos apoiadores do petista de que ele será um candidato válido no dia das eleições presidenciais deste ano.

Isso é o que aponta a última pesquisa do Ideia Big Data, feita com eleitores do petista. Segundo as informações divulgadas hoje, 54% dos entrevistados não acreditam que Lula chegará ao fim da disputa eleitoral. Em compensação, 43% dos eleitores do ex-presidente têm expectativa de que ele irá para a prisão.

A pesquisa foi feita por telefone com 1.000 eleitores que afirmam que votariam no ex-presidente se ele fosse candidato nas eleições deste ano. O levantamento foi feito logo depois de o TRF-4 aumentar a condenação do petista de 9 anos e meio para 12 anos e um mês, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o CEO do Ideia Big Data acredita que os eleitores do petista logo vão buscar por alternativas à esquerda para vencer as eleições em 2018. “O julgamento criou insegurança sobre a permanência de Lula na disputa e seus eleitores logo começarão a olhar para o lado em busca de alternativas”, declarou Maurício Moura.

Em conferência telefônica organizada pelo site JOTA, ele avaliou que um terço dos eleitores de Lula deve votar em um candidato indicado pelo ex-presidente.

Eleitores de Lula podem votar em Bolsonaro - Ainda ao JOTA, Moura afirmou que, surpreendentemente, a pesquisa do instituto indica que uma pequena parte dos eleitores do petista poderá dedicar seu voto ao pré-candidato Jair Bolsonaro, que está no outro extremo do espectro ideológico.

Porém, é claro que a maioria das pessoas que não votarem no candidato indicado pelo ex-presidente Lula – caso ele não seja um candidato válido – seria dividida entre outros candidatos da esquerda. “Poderemos ter a candidatura de Ciro Gomes e nomes do PCdoB e do PSOL”, exemplificou o CEO.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade