14 de Junho de 2024

Federação de Futebol de MS é alvo de operação do GAECO

Desvio de mais de R$ 6 milhões é investigado e 7 poessoas foram presas nesta terça-feira

Terça-feira, 21 de Maio de 2024 - 09:34 | Redação

imagem
Federação de Futebol de MS é alvo de operação do GAECO
Dinheiro apreendido pelo GAECO na operação desta terça-feira (Divulgação/GAECO)

O Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO) cumpriu 7 mandados de prisão preventiva e 14 de busca e apreensão em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas na manhã desta terça-feira (21).

Denominada Cartão Vermelho, a operação identificou desvios de mais de R$ 6 milhões da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul, há 26 anos presidida por Francisco Cesário, reeleito em 2023 para novo mandato que termina somente em 2027.

O nome da operação faz alusão ao instrumento utilizado pelos árbitros para expulsar os jogadores que cometem faltas graves durante as partidas de futebol.

Conforme informações do Gaeco, o grupo liderado por Francisco Cezário realizava pequenos saques de até R$ 5 mil para não chamar atenção dos órgãos de controle. De setembro de 2018 a fevereiro de 2023, foram identificados desvios que superaram os R$ 6 milhões.

Somente durante o cumprimento dos mandados nesta terça-feira foram apreendidos na casa de Cesário mais de R$ 800 mil, inclusive em notas de dólar. Revólver e munições também foram apreendidos.

Os valores eram distribuídos entre os integrantes da organização criminosa. O esquema se estendia também a outras empresas que recebiam altas quantias da federação. Assim, parte dos valores eram devolvidos por fora ao grupo.

A organização criminosa também possuía um esquema de desvio de diárias dos hotéis pagos pelo Estado de MS em jogos do Campeonato Estadual de Futebol.

Anualmente, a federação de futebol recebe repasses estaduais, da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) e federais, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para realização de campeonatos e repasse de recursos para os times federados, que também participam de competições nacionais, como a Copa do Brasil.

Federação de Futebol de MS é alvo de operação do GAECO
Francisco Cesário, presidente da FFMS, alvo da operação (Arquivo)

O Portal da Transparência do Governo do Estado revela que a Fundesporte pagou R$ 1,2 milhão à FFMS no último dia 5 de março de 2024. O valor é referente ao convênio para a realização da série A do Campeonato Sul Matogrossense de Futebol 2024.

Os advogados da FFMS, André Borges e Julicezar Barbosa, estão acompanhando a ação e emitiram nota: “Nessa fase qualquer investigação é sempre unilateral; logo ela será submetida ao necessário contraditório; devemos aguardar os esclarecimentos, que serão prestados, oportunamente”.

Ainda conforme André Borges, a defesa irá protocolar procuração nos autos para ter acesso ao conteúdo das investigações.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade