14 de Junho de 2024

Vereador Claudinho Serra e 21 cúmplices viram réus por corrupção

Denúncia do Ministério Público de Sidrolândia contra a organização criminosa foi aceita pela Justiça

Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 - 06:41 | Redação

imagem
Vereador Claudinho Serra e 21 cúmplices viram réus por corrupção
A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo, e o genro, vereador Claudinho Serra (Reprodução)

O juiz Fernando Moreira Freitas da Silva, da vara criminal da comarca de Sidrolândia, aceitou denúncia feita pelo Ministério Público contra o vereador Claudinho Serra (PSDB), que se tornou réu juntamente com  mais 21 pessoas por envolvimento do esquema de corrupção na prefeitura.

A partir da data da intimação dos acusados, estes têm dez dias para apresentar defesa. A decisão do magistrado é de 20 de abril.

O parlamentar da Capital encontra-se preso preventivamente em Campo Grande desde 3 de abril, juntamente com outros integrantes da Organização Criminosa desmantelada pelo Grupo Especial de Combate à Corrupção (Gecoc) e MPE.

Claudinho Serra é genro da prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), e foi preso com outras sete pessoas na terceira fase da Operação Tromper, quando também foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão.

“Estão presentes prova da materialidade dos crimes, bem como indícios suficientes da autoria delitiva. A denúncia preenche os requisitos previstos no artigo 41 do Código de Processo Penal, e não se vislumbram, nessa fase, as hipóteses de rejeição previstas no artigo 395 do referido Codex. Assim, recebo a denúncia”, escreveu o juiz Fernando Moreira Freitas da Silva na decisão.

Delação premiada

Dentre os investigados, apenas Tiago Basso da Silva, que chegou a ser preso na 2ª fase da Operação Tromper, ficou de fora.

Ele assinou acordo de delação premiada com o Ministério Público, homologado nesta sexta-feira (19) pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Com a colaboração, ele acabou implicando no escândalo a prefeita Vanda Camilo (PP), sogra do vereador de Campo Grande Claudinho Serra (PSDB), apontando pelo MPE como chefe da organização criminosa.

Segundo o MPE, foram obtidas diversas provas sobre um esquema de corrupção na atividade administrativa do município de Sidrolândia em funcionamento desde o ano de 2017, destinado a obtenção de vantagens ilícitas por meio de fraudes em licitações.

Organização criminosa

“Conforme apurado, foi identificada a existência de um duradouro esquema de corrupção incrustado na atividade administrativa do Município de Sidrolândia, formado por uma organização criminosa constituída de agentes públicos e privados, destinada à obtenção de vantagens ilícitas decorrentes, principalmente, dos crimes de fraude ao caráter competitivo de inúmeros processos licitatórios e desvio de dinheiro público diante da não prestação ou não entrega do produto contratado”, escreveram os promotores que participaram das investigações.

Veja a lista dos réus

• Claudio Jordão de Almeida Serra Filho – vereador apontado como líder da organização criminosa

• Carmo Name Junior – ex-assessor parlamentar de Claudinho Serra

• Ueverton da Silva Macedo – empresário de Sidrolândia

• Ricardo José Rocamora Alves – empresário de Sidrolândia

• Thiago Rodrigues Alves – ex-servidor do Governo do Estado ligado à Agesul e empreiteiras

• Milton Matheus Paiva Matos – advogado de Sidrolândia

• Ana Cláudia Alves Flores – ex-pregoeira da Prefeitura de Sidrolândia

• Marcus Vinícius Rossentini de Andrade Costa – ex-chefe de licitações da Prefeitura de Sidrolândia

• Luiz Gustavo Justiniano Marcondes – empresário de Sidrolândia

• Jacqueline Mendonça Leiria – empresária de Sidrolândia

• Heberton Mendonça da Silva – empresário e ex-assessor parlamentar de Claudinho Serra

• Roger William Thompson Teixeira de Andrade – empresário de Sidrolândia

• Valdemir Santos Monção – assessor parlamentar na Alems

• Cleiton Nonato Correia – empresário dono da GC Obras de Pavimentação

• Edmilson Rosa – empresário dono da AR Pavimentação

• Fernanda Regina Saltareli – empresária sócia da CGS Pavimentações e Terraplanagem

• Maxilaine Dias de Oliveira – empresária da Master Blocos

• Roberta de Souza – ex-servidora de Sidrolândia

• Yuri Morais Caetano – ex-estagiário do MPMS em Sidrolândia

• Rafael Soares Rodrigues – ex-secretário de Educação Sidrolândia

• Paulo Vitor Famea – ex-secretário-adjunto da Assistência Social de Sidrolândia

• Saulo Ferreira Jimenes – empresário de Sidrolândia

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade