14 de Junho de 2024

Empresa que organizou eleições denuncia fraude na Venezuela

Quarta-feira, 02 de Agosto de 2017 - 06:56 | Redação

imagem
Empresa que organizou eleições denuncia fraude na Venezuela

O presidente da empresa Smartmatic, responsável pela organização do processo de eleição da nova Assembleia Constituinte, na Venezuela, assegurou hoje, em Londres, que pelo menos um milhão de votos foram contabilizados sem que as pessoas tenham votado

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa pelo empresário Antonio Mugica e coloca mais um ingrediente à já tumultuada crise venezuelana. A Smartmatic organiza eleições na Venezuela desde 2004.

“Sabemos, sem qualquer dúvida, que os resultados para a recente eleição para a Assembleia Nacional Constituinte foram manipulados", afirmou Mugica. “Prevemos uma diferença entre a participação efetiva e a anunciada pelas autoridades de, pelo menos, um milhão de votos", acrescentou.

Empresa que organizou eleições denuncia fraude na Venezuela

O presidente da empresa preferiu não responder diretamente se o aumento do número de votos alterou o resultado das eleições na Venezuela.

Domingo, num dia marcado por tumultos, protestos e mortes, com barricadas levantadas pela oposição nas ruas das principais cidades venezuelanas, o governo de Nicolás Maduro afirmou que 8,1 milhões de pessoas votaram.

Meia hora antes das 18h, quando a votação deveria ter sido encerrada, a agência de notícias Reuters divulgou que apenas 3,7 milhões tinham votado até ao momento. As mesas de voto fiaram pelo menos mais uma hora abertas, por decisão do conselho eleitoral.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade