15 de Junho de 2024

Ataque russo deixa 12 mortos na Ucrânia

Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2023 - 12:30 | Redação

imagem
Ataque russo deixa 12 mortos na Ucrânia
Ataque russo deixa 12 mortos na Ucrânia (Foto: Deutsche Presse-Agentur GMBH).

A Rússia realizou nesta sexta-feira um de seus maiores ataques com mísseis contra a Ucrânia durante a guerra até agora, matando 12 civis, ferindo dezenas de outros e atingindo edifícios residenciais em Kiev, no sul e no oeste do país, segundo autoridades.

Dez pessoas em Kiev ficaram presas sob escombros em um depósito danificado pela queda de destroços, informou a administração militar da cidade. Uma maternidade foi danificada na cidade de Dnipro, mas não houve registro de vítimas, disse o governador.

"Hoje, milhões de ucranianos acordaram com o som alto de explosões. Gostaria que esses sons de explosões na Ucrânia pudessem ser ouvidos em todo o mundo", disse o ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, pedindo que os aliados de Kiev intensifiquem seu apoio.

O vasto ataque aéreo de fim de ano ocorre em um momento de incerteza sobre a escala e o poder de permanência do futuro apoio militar e financeiro do Ocidente a Kiev, após quase dois anos de guerra com a Rússia.

"A Rússia atacou com tudo o que tem em seu arsenal. Aproximadamente 110 mísseis foram disparados, a maioria foi abatida", afirmou o presidente Volodymyr Zelenskiy no Telegram.

O comandante da Força Aérea, Mykola Oleshchuk, sugeriu que o ataque foi a maior barragem aérea da Rússia desde a invasão de fevereiro de 2022, descrevendo-o no Telegram como "o ataque aéreo mais pesado".

O chefe do Exército, general Valeriy Zaluzhnyi, disse que o ataque teve como alvo infraestruturas vitais e instalações industriais e militares. Não houve nenhum comentário imediato da Rússia.

A Ucrânia vem alertando há semanas que a Rússia poderia estar estocando mísseis para lançar um grande ataque aéreo contra o sistema de energia. No ano passado, milhões de pessoas ficaram na escuridão quando os ataques russos atingiram a rede elétrica.

Cinco pessoas foram mortas na região central de Dnipropetrovsk, onde os mísseis atingiram um shopping center, uma casa particular e um prédio residencial de seis andares.

Foi confirmada a morte de uma pessoa em um depósito em Kiev, disse o prefeito Vitali Klitschko. Prédios residenciais e um prédio desabitado também foram atingidos, segundo um oficial militar sênior.

Três pessoas morreram na cidade portuária de Odessa, no Mar Negro, e pelo menos 15 ficaram feridas, incluindo duas crianças, quando os mísseis atingiram prédios residenciais, informou o governador da região.

Na região de Lviv, que faz fronteira com a Polônia, membro da Otan, foram confirmados impactos de mísseis em uma instalação de infraestrutura crítica não identificada, informou o gabinete do presidente.

Uma pessoa foi morta em um prédio residencial de vários andares danificado na cidade de Lviv, disse o governador regional. Três escolas e um jardim de infância também foram danificados, de acordo com o prefeito.

Na cidade de Kharkiv, no nordeste do país, um ataque de míssil danificou um depósito, uma instalação industrial, uma instalação médica e um depósito de transporte, informou o governador regional. Uma pessoa foi morta e outras 11 ficaram feridas, disse ele.

Os mísseis atingiram várias instalações de infraestrutura na cidade de Zaporizhzhia, no sudeste do país, e uma pessoa morreu, informou o ministro do Interior.

Agência Brasil

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

Tudo Sobre

russia ucrania
VoxMS - Notícia de Verdade