22 de Maio de 2024

Reconstrução de rodovias em Itaporã deve ser concluída em 60 dias

Sábado, 17 de Março de 2018 - 07:21 | Redação

imagem
Reconstrução de rodovias em Itaporã deve ser concluída em 60 dias

Até o final de maio deste ano deverá ser concluída a obra que vai acabar com o sofrimento de quem utiliza as rodovias MS-156 e MS-157 em Itaporã. A MS-156, que mesmo com os serviços de manutenção vivia tendo problemas com o asfalto, está sendo totalmente reconstruída pelo Governo do Estado, com o uso de matéria-prima apropriada e tecnologia de ponta. “Estamos fazendo a reconstrução dessa rodovia, usando um modelo novo para garantir durabilidade do asfalto, para não acontecer como aconteceu no final de 2014 em muitas rodovias do nosso Estado, que foram destruídas pela chuva”, destacou o governador Reinaldo Azambuja.

O empresário Ary Lulu, dono da Renove Pneus, está na MS-156 desde 2010 e conta que sempre que chovia forte a enxurrada levava o asfalto. “Na parte baixa a chuva arrancava o asfalto, e agora a gente vê que o serviço está sendo bem feito”, comentou. Com a conclusão da obra na MS-156, ele acredita que haverá uma melhoria para os comerciantes instalados na via.

“Com essa buraqueira a gente tinha bastante movimento por causa dos pneus estourados, mas a gente não pode pensar em benefício própria, temos que pensar no que é melhor para todos, e como a obra que está sendo feita é de excelente qualidade, todo mundo vai sair ganhando”, afirmou.

Maria de Lourdes Carreño, dona do restaurante da Dona Malu é outra que está contente com a obra na MS-156. “Achei ótimo, isso aqui está ficando uma beleza. Todos deveriam fazer um asfalto com essa qualidade”, pontuou.

Obra de qualidade - Em ritmo acelerado de execução, as obras na entrada do município de Itaporã, trechos das rodovias MS-156 e MS-157, chamam a atenção de quem passa pelo local. Projetada para receber um intenso fluxo de veículos pesados, o trecho é rota que liga o Sul do País ao Pantanal, e está sendo executada para durar no mínimo 10 anos sem manutenção, informou o fiscal da obra da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), Raimundo Nonato.

Segundo ele, rodovias que recebem intenso fluxo de veículos pesados devem ser bem construídas para suportar o peso e não demandar uma manutenção precoce. Outra particularidade desse percurso é o lençol freático aflorado. “Nesta obra estão sendo utilizadas algumas camadas. Nós retiramos o solo mole e o substituímos por pedra rachão que forma um colchão drenante no leito. Por cima utilizamos uma manta e por cima dessa manta outra camada de pedra de 20 cm de espessura. A manta vai funcionar como uma espécie de filtro e isso vai evitar que se formem os ‘borrachudos’ na rodovia”, explica.

Reconstrução de rodovias em Itaporã deve ser concluída em 60 dias

Para o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, que visitou a obra na semana passada, com a qualidade da obra que está em execução, o problema da rodovia será resolvido definitivamente. “Estamos realizando um serviço de reconstrução dessa rodovia e entendemos que vamos definitivamente resolver o problema, que sempre foi crônico para Itaporã. Era uma via que já estava completamente deteriorada e que colocava em risco a vida das pessoas”, pontua.

Segundo o prefeito, Marcos Pacco, houveram várias tentativas de se consertar a rodovia, que sempre acabava afundando. “Então era um transtorno muito grande para a população e para as pessoas que passavam e um problema que enfrentamos por muito tempo. Lutamos muito para conseguir que essa reconstrução acontecesse e já trouxemos alguns engenheiros aqui que dizem que o serviço a ser feito é exatamente esse e que é de qualidade. Essa será sem dúvida umas das obras mais importante para a cidade”, conclui.

Realizada com recursos próprios do Governo, pelo Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado do Mato Grosso do Sul (Fundersul), a revitalização deste trecho da MS-156 e MS-157, vai receber investimentos da ordem de R$ 7.132.505,93. A previsão de entrega é o final de maio de 2018.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade