14 de Junho de 2024

Petrobras e Mubadala avançam em acordo sobre operações da refinaria Landulpho Alves

Principal objetivo é recuperar a operação da refinaria e expandir as operações do grupo no Brasil

Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2024 - 14:00 | Redação

imagem
Petrobras e Mubadala avançam em acordo sobre operações da refinaria Landulpho Alves
A refinaria Landulpho Alves, na Bahia (Foto: Divulgação/Petrobras).

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, e Waleed Al Mokarrab Al Muhairi, do grupo Mubadala, se reuniram para debater uma possível associação visando a operação da Refinaria Landulpho Alves, localizada na Bahia.

A intensificação dos trabalhos após o Carnaval foi anunciada nesta terça-feira (13), com equipes das empresas dedicadas a finalizar a nova configuração societária e operacional da refinaria até o primeiro semestre de 2024.

O principal objetivo da parceria é recuperar a operação da refinaria e expandir o empreendimento de biocombustíveis do grupo Mubadala no Brasil. No entanto, detalhes confidenciais sobre a negociação ainda não foram revelados pela Petrobras, que não confirmou se irá recomprar a refinaria ou se tornar sócia majoritária ou minoritária do Mubadala.

A viagem de Prates a Abu Dhabi faz parte dos esforços da Petrobras para alcançar um dos principais objetivos estratégicos no Oriente Médio. A refinaria Landulpho Alves, antes conhecida como Rlam, foi vendida pela Petrobras durante o governo Bolsonaro e atualmente é controlada pelo Mubadala. As duas empresas têm trabalhado há meses para construir essa parceria.

Petrobras e Mubadala estão próximos de um acordo que poderá marcar a retomada da operação da Refinaria Landulpho Alves. A expectativa é que a nova configuração societária e operacional seja definida até o final do primeiro semestre de 2024.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade