22 de Abril de 2024

Em expedição bioceânica, UEMS firmará cinco convênios internacionais

Sábado, 26 de Agosto de 2017 - 08:03 | Redação

imagem
Em expedição bioceânica, UEMS firmará cinco convênios internacionais

Uma equipe da UEMS, liderada pelo reitor Fábio Edir dos Santos Costa, partiu na manhã de ontem rumo aos portos do Chile, integrando a missão oficial que percorrerá o trajeto da Rila (Rota de Integração Latino-americana). O projeto terá impacto na economia de todo o país, encurtando em mais de 7 mil quilômetros o caminho para a exportação de produtos brasileiros para o oriente.

A equipe da UEMS, que além do reitor conta com o assessor de relações internacionais Ruberval Maciel e do coordenador do Grupo de Estudos em Fronteira, Turismo e Território, Roberto Paixão, assinará convênios com cinco universidades estrategicamente localizadas ao longo da Rota. No Chile, os convênios serão firmados com a Universidade de Antofagasta e com a Universidade do Norte do Chile. Na Argentina, com a Universidades Nacional de Jujuy e Universidade Nacional de Salta. E, por fim, no Paraguai, o convênio será estabelecido com a Universidade Nacional de Assunción.

Em expedição bioceânica, UEMS firmará cinco convênios internacionais

“Os convênios serão importantes não só para a UEMS, na medida em que abrirá possibilidades de intercâmbio e mobilidade para nossa comunidade acadêmica, mas também para a viabilização da Rota em si. Muitas das demandas, como estudos de viabilidade ambiental, social e turístico, entre outros, poderão ser atendidas a partir da atuação coordenada destas universidades”, diz o reitor Fábio Edir, destacando o fato da UEMS ter sido indicada coordenadora da Rede Universitária da Rila.

O percurso entre Mato Grosso do Sul até a região portuária do Chile será feito em 30 caminhonetes dotadas de moderno sistema de navegação e comunicação. Durante o evento de lançamento da Rila, realizado na noite da última quinta-feira (24.8), o governador Reinaldo Azambuja destacou a importância desse projeto não só para o Centro-Oeste, mas para todo o Brasil.

Em expedição bioceânica, UEMS firmará cinco convênios internacionais

“Abrir esse corredor é tornar os nossos produtos mais competitivos. Nos últimos anos sofremos um apagão de logística por um equívoco dos governos anteriores, e com essa rota vamos abrir as portas para melhorarmos a nossa competitividade”, afirmou Reinaldo Azambuja. O governador lembrou que a abertura desse caminho vai representar a criação de melhores condições não só para a exportação dos produtos primários, mas também os produtos industrializados.

As 30 caminhonetes que iniciam nesta sexta-feira a caravana, retornam no dia 3 de setembro. Nesse período, passarão por cidades do Paraguai, Argentina e Chile.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade