22 de Abril de 2024

Basta de violência: proteção às mulheres é prioridade no Estado

Quinta-feira, 10 de Agosto de 2017 - 11:04 | Redação

imagem
Basta de violência: proteção às mulheres é prioridade no Estado

As ações do governo do Estado com o objetivo de valorizar a mulher e ao mesmo tempo reduzir o volume de ocorrências de crimes de gênero vêm movimentando as instituições públicas e privadas neste mês de agosto. A ampliação da rede de proteção às mulheres, com a inauguração de nova delegacia especializada, realização de blitzes educativas e ainda uma série de outros eventos, como o Agosto Lilás, constam da agenda de eventos.

A entrega da sede própria da Delegacia de Atendimento à Mulher de Dourados ocorreu no dia 7 de passado, data simbólica, já que marca os 11 anos de criação da Lei Maria da Penha.

"Infelizmente, no Mato Grosso do Sul, ainda temos um grande número de violência contra as mulheres. Neste dia emblemático, entregamos uma estrutura que encoraja as mulheres vítimas de violência a denunciar e utilizar esse espaço para que possa diminuir as estatísticas da violência contra a mulher sul-mato-grossense", disse Reinaldo Azambuja na inauguração.

Basta de violência: proteção às mulheres é prioridade no Estado

A DAM possui uma área construída de 466,14 m² com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento oferecido às mulheres vítimas de violência, num amplo espaço físico, onde serão acolhidas de forma humanizada e especializada. O prédio foi construído com recursos próprios e de emenda parlamentar.

"Vamos poder dar o atendimento de forma mais adequada, com qualidade, às criança que nos procuram e precisam deste atendimento. Não apenas com atendimento policial, mas todos atendimentos da rede, ou seja, por assistentes sociais e psicólogas", discursou a delegada titular da DAM, Paula Ribeiro dos Santos. Até a mudança para a sede própria, funcionava em prédio alugado, adaptado para funcionar como delegacia.

Agosto Lilás – Paralelamente, o Governo do Estado e Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul) firmaram parceria para combater a violência contra a mulher nos municípios do interior, onde são registrados maiores índices de agressão doméstica. Durante assembleia geral com representantes dos 79 municípios do Estado, a Assomasul aderiu a campanha “Agosto Lilás” e ao programa “Maria da Penha vai à Escola” se comprometendo a difundir a prevenção e os conceitos de violência contra a mulher para meninos e meninas de escolas municipais e estaduais.

Conforme a titular da Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres do Governo de Mato Grosso do Sul, Luciana Azambuja, só no primeiro trimestre de 2017 foram registrados 4.917 casos de violência doméstica pela Polícia Civil – 65% deles no interior. Dos seis feminicídios consumados entre janeiro e março de 2017, cinco foram em cidades interioranas, enquanto que das 12 tentativas de assassinato de mulheres, no mesmo período, oito ocorreram no interior.

Basta de violência: proteção às mulheres é prioridade no Estado

“Estamos constatando a interiorização da violência e redobrando nossa preocupação com a prevenção e a proteção dessas mulheres que vivem no interior”, afirmou Luciana. Segundo ela, o programa “Maria da Penha vai à Escola” é o carro-chefe da campanha “Agosto Lilás”, que está no calendário oficial de eventos de Mato Grosso do Sul.

Blitzes educativas – Por sua vez, a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) reforçam o time da Subsecretaria de Políticas Públicas Para Mulheres (SPPM) no combate à violência contra a mulher. No dia 7 passado as forças policiais programaram blitzes educativas em 25 municípios do Estado para conscientizar a população sobre a violência doméstica e familiar.

Basta de violência: proteção às mulheres é prioridade no Estado

As atividades foram realizadas pela Polícia Militar em Campo Grande, Três Lagoas, Ponta Porã, Coxim, São Gabriel do Oeste, Corumbá, Ladário, Aquidauana, Anastácio, Miranda, Nova Andradina, Bataguassu, Ivinhema, Jardim, Bela Vista, Naviraí, Paranaíba, Cassilândia, Fátima do Sul, Bonito, Maracaju, Amambai e Chapadão do Sul.

Já as abordagens da PRF ocorreram em Campo Grande, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Dourados, Guia Lopes da Laguna, São Gabriel do Oeste, Nova Andradina, Três Lagoas e Naviraí.

As blitzes educativas foram realizadas em pontos estratégicos e integram as atividades do Agosto Lilás – mês voltado para a conscientização pelo fim da violência doméstica. Na abordagem os policiais entregaram aos motoristas e pedestres materiais impressos contendo informações sobre os crimes tipificados na Lei Maria da Penha.

SIGA-NOS NO Jornal VoxMS no Google News

VoxMS - Notícia de Verdade